sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Saudades do Alentejo




Hoje como estou muito saudosista, aqui fica em homenagem à minha Aldeia de coração ( conheço muitas pessoas que partilham desta opinião).


Estou assim, porque se aproxima o Natal e é o segundo ano que não irei para a aldeia da Avó.


Para o ano avó seremos mais, porque se Deus quiser a feijoca rumará ao Alentejo do nosso coração.


Claro que a nossa feijoca amará o Alentejo tanto como a mamã...




Aqui fica um dos mais belos poemas de Fernando Pessoa.( pelo menos aquele que me deixa de lagriminha à vista).




Para Ti.




Querida Santana de Cambas

3 comentários:

mónica disse...

Ui, ui tão sudosista!! Quase que consigo vêr esse brilhozinho nos olhos. Mas deixa, que os teus chaparros estão a crescer, e de qualquer forma já vives no cimo do outeiro! És mesmo do tamanho do que vês! Bjs grandes

Tia =) disse...

Pois,tu tens saudades do Alentejo e o Alentejo tem saudades tuas!=)espero bem q seja possível passarmos o Natal do ano q vem tdos juntos!gosto mtmtmtmt de ti*****

sheila disse...

Oh minha querida, como te entendo :)